Seresco sublinha que o futuro do trabalho pode exigir uma estratégia global de processamento salarial

Seresco sublinha que o futuro do trabalho pode exigir uma estratégia global de processamento salarial

A Seresco, empresa especializada no processamento salarial e recursos humanos, tem respondido aos desafios das novas formas de trabalhar, híbridas, remotas e globais, apresentando soluções para aquela que tem vindo a confirmar-se a tendência das médias e grandes empresas com representação internacional: o processamento salarial global.

Com base num estudo de benchmarking salarial da Deloitte, divulgado o ano passado, e que pese embora as diferenças, cerca de 88% das empresas norte-americanas têm ou estão a desenvolver hoje uma estratégia salarial global. Este dado pode ser usado se considerarmos um indicador de tendência que se tem refletido também na Europa.

Igualmente, se pensarmos que o o processamento salarial pode levar até cinco dias úteis a concretizar, esta estratégia faz ainda mais sentido, porque evita os custos elevados que as empresas assumem em tempo despendido ao sobrecarregarem a sua equipa de RH com temas que poderão ser mais mecânicos e respondidos mais celeremente tendo em conta as especificidades de cada país, as leis e a própria tecnologia ao dispor.

Por tudo isto, os principais desafios enfrentados pelas equipas de salários hoje e considerando o futuro do trabalho, são por isso, o trabalho à distância, a gestão do cumprimento das leis e regulamentos locais incluindo as questões de RGPD, e a adaptação às novas tecnologias e serviços cloud incluindo neste ponto as questões de cibersegurança.

Seresco sublinha que o futuro do trabalho pode exigir uma estratégia global de processamento salarial

Tem havido um tema consistente dentro das soluções colocadas a estes desafios, que é o de que abraçar a tecnologia é a melhor forma de os profissionais de processamento salarial impulsionarem a produtividade, removerem processos ineficientes baseados em papel e manterem a conformidade com as mais recentes normas e regulamentos. A tecnologia baseada na cloud está a reescrever o futuro para as equipas de processamento salarial nos departamentos de RH.

De acordo com Rita Mourinha, responsável da Seresco em Portugal“Abraçar estas novas formas de trabalho, desenvolver ou implementar as estratégias desenvolvidas de processamento salarial global e enfrentar estes desafios de frente, são alguns dos ponto-chave que as empresas devem responder para enfrentar o futuro do trabalho com êxito.”